sexta-feira, 10 de julho de 2009

Foto: Wellington Cordeiro


Foto: Ricardo Avelino


Foto: Cesar Ferreira


Foto: Diomarcelo Pessanha


O SESC Campos está com duas exposições fotográficas durante o mês de julho.

4/Quatro
Quatro grandes fotógrafos brasileiros com experiências e olhares distintos expõem suas linguagens particulares, e nos revelam seus enredos visuais num equilíbrio entre liberdade e poética artística.
A lente do fotógrafo é sua própria morada – seu espaço público e sua autoridade. Nesse lugar afetivo, transcorrem o jogo e a brincadeira com os objetos animados e inanimados, com a luz e as sombras que a natureza revela e o humano decodifica como cultura.
Américo Vermelho possui um trabalho de documentação visual onde percebe o clandestino, a síntese do instante. Levindo Carneiro utiliza-se da manipulação digital e dos efeitos 3D para ilustrar seu sentimento ante a multiplicidade da cultura contemporânea. Walter Firmo valoriza a suavidade de cada elemento registrado na objetiva como traço poético das imagens. Zeka Araújo, pesquisador incansável, utiliza como base de suas criações a indagação permanente do que é natureza e o que é cultura.
As obras desses artistas, através das suas diferenças individuais e autorais, constroem possibilidades capazes de surpreender e provocar múltiplas relações com o espectador. A fotógrafa Monica Botkay é a curadora da exposição 4/Quatro.

Exposição 4 campistas
A mostra reúne quatro fotógrafos campistas que têm uma preocupação constante em buscar um trabalho autoral paralelo ao trablho do dia a dia. Os quatro têm em comum a escola do fotojornalismo, porém cada um possui um olhar diferenciado no que se refere a busca da obra fotográfica. César Ferreira busca como ninguém, a emoção e a força de expressões em manifestações artísticas, seu contato com a cultura teatral deu-lhe a sensibilidade desse olhar artístico. Diomarcelo Pessanha tem se voltado para o desenvolvimento da arte em seu trabalho fotográfico, buscando novos olhares e formas de expressar seu modo de propor a interatividade entre observador e obra. Ricardo Avelino é um profissional conceitual, cada fotografia sua tem um propósito maior, é pensada e analizada préviamente. Para ele, toda foto tem que ter a capacidade de gerar uma discussão em torno do que ela significa. Wellington Cordeiro é naturalmente um fotógrafo documental, sua sensibilidade artística está sempre a prova na busca da imagem ideal, defensor da estética fotográfica, utiliza-se da gestalt na busca do melhor ângulo.

Os fotógrafos campistas
César Ferreira, 34 anos, repórter fotográfico há 14 anos. Criou-se-se profissionalmente na escola do fotojornalismo. Deu os primeiros passos no quinzenal Rede de Jornais Nosso Bairro, Jornal Mania de Saúde, Secretaria de Comunicação Social e atualmente está atuando na Secretaria Municipal de Cultura de Campos dos Goytacazes, além de ser colaborador do Blog: www.urgente.blogspot.com
Diomarcelo Pessanha, 37 anos, atua na fotografia há 16 anos. No fotojornalismo, atuou nos jornais A Cidade, O Diário e Folha da Manhã, onde ocupou o cargo de editor de fotografia. Atualmente é professor de Fotografia de Produto no Curso de Design Gráfico e professor de Fotografia Básica, ambos no IFF/Campos. É professor particular de Fotografia.
Ricardo Avelino, 44 anos, fotógrafo profissional há 13 anos. Atuou na Prefeitura de Campos dos Goytacazes e na imprensa, com trabalhos em eventos e publicidade. Atualmente está atuando no Jornal Folha da Manhã.
Wellington Cordeiro, 37 anos, fotógrafo há 20 anos. Atua principalmente no fotojornalismo, tendo trabalhado nos jornais A Notícia, A Cidade, Folha da Manhã. Atualmente está atuando no Jornal Monitor Campista. É responsável pelo Laboratório de Fotografia do UNIFLU/FAFIC. Assina a coluna “Foco” sobre fotografia no Jornal Mania de Saúde. Em 2004 lançou o livro de fotografia “Impressões”. Em 2008 fez uma viagem de pesquisa iconográfica para Angola/África.

3 comentários:

Fátima Nascimento disse...

Estarei no SESC para apreciar e aprender com estes talentosos profissionais. Em tempo: ainda posso postar neste blog? Certa vez tentei com um login e uma senha antiga (antes deste blog ser desativado uma vez), mas não consegui acessar para postagem.

Plenitude dos Tempos disse...

Lindas as "pontilhas"... Linda foto!

E o vaso... Hum! Show!

Anônimo disse...

parabens pelo blog...
Na musica country VIRGINIA DE MAURO a LULLY de BETO CARRERO vem fazendo o maior sucesso com seu CD MUNDO ENCANTADO em homenagem ao Parque Temático BETO CARRERO WORLD em PENHA/SC. Asssistam no YOUTUBE sessão TRAPINHASTUBE, musicas como: CAVALEIRO DA VITÓRIA, MEU PADRINHO BETO CARRERO, ENTRE OUTRAS...
VIRGINIA DE MAURO a LULLY é o sonho eterno de BETO CARRERO e a mão de DEUS.